A- A A+ |
Sobral é tudo.
Sobral é da gente.
Sobral é agora.
Categorias
Palavras Chave

O prefeito Ivo Gomes se reuniu, na tarde desta quinta-feira (10/12), com representantes de construtoras, empresários e corretores de imóveis para discutir a desburocratização de processos. Na ocasião, o gestor ouviu as reivindicações da classe e sugeriu a criação de um Grupo de Trabalho (GT) para revisão da legislação municipal e, caso necessário, sua adequação.

O GT será formado por representantes da Procuradoria Geral do Município (PGM), Secretaria do Orçamento e Finanças (Sefin), Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Coordenadoria de Gestão Corporativa de Tecnologia da Informação (Cotec) da Secretaria da Ouvidoria, Gestão e Transparência (Seget), Agência Municipal do Meio Ambiente (AMA), Corpo de Bombeiros e representantes das empresas de construção, empresários e corretores de imóveis.

Os participantes fizeram suas contribuições e elogiaram o principal sistema que vem facilitando o atendimento ao público, de forma virtual: o Agenda Sol, plataforma criada durante a pandemia que reúne diversos serviços e que está em processo de aprimoramento.

“Essa reunião foi uma prova de que é muito importante o poder público estar permanentemente ouvindo as pessoas. Às vezes, a gente acha que está fazendo muita coisa e resolvendo problemas, mas, quando a gente não consulta as pessoas interessadas, acabamos gastando energia na direção errada. Foi super importante ouvi-los", disse Ivo Gomes. "As reivindicações foram as mais justas. Tem muita coisa que ficou claro aqui que dá para desburocratizar, e nós vamos fazer isso", pontuou.

Realizada no auditório da Prefeitura de Sobral, a reunião contou com a presença da secretária do Urbanismo e Meio Ambiente, Marília Ferreira Lima, do superintendente da Agência Municipal do Meio Ambiente, Jorge Trindade, e do chefe do gabinete, David Duarte. Para melhor discussão dos assuntos, participaram também servidores da PGM, Sefin e dos setores de licenciamento da Seuma e AMA.

Devido ao aumento significativo de casos de Covid-19, o Alto do Cristo está temporariamente fechado para visitação das 17 horas às cinco da manhã. A medida passou a valer nesta quinta-feira (10/12) e será mantida por pelo menos uma semana. Nos últimos dias, aglomerações têm sido flagradas no local, desrespeitando as recomendações das autoridades de saúde. A ação reflete nos índices de infestação de coronavírus no bairro.
 
"A gente teve uma preocupação de isolar durante uma semana a área do Alto do Cristo, somente no horário da noite, período de maior visitação. O isolamento acontece após as 17 horas e vai até as cinco da manhã", explica a comandante da Guarda Civil Municipal, Simone Machado. "Inicialmente, pensamos em manter essa ação durante uma semana. Depois, vemos se surtiu um efeito positivo e liberamos ou, em caso negativo, prorrogamos a interdição". A ação ocorre em conjunto com a Secretaria da Saúde, que fornece as informações epidemiológicas.
 
A gestão municipal reforça que tem empenhado esforços para o controle da pandemia em Sobral, sem a necessidade de ações mais rígidas. Porém, a contribuição da população é de extrema importância.

A Prefeitura de Sobral está implantando lixeiras subterrâneas no Residencial Nova Caiçara. As estruturas auxiliam na redução de pontos de descarte irregular de lixo. A primeira está localizada na Rua Bem-Te-Vi (entre o campinho e a Estação de Tratamento de Água).

Ao todo, serão instalados no bairro 19 conjuntos, cada um com compartimentos para lixo seco e lixo úmido. Ao estimular o descarte correto dos resíduos sólidos, a ação incentiva a coleta seletiva e a reciclagem, como forma de preservar o meio ambiente.

A execução e operação das lixeiras é desenvolvida por meio das secretarias do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), da Infraestrutura (Seinf), do Trabalho e Desenvolvimento Econômico (STDE) e dos Serviços Públicos (Sesep).

O projeto faz parte do Programa de Desenvolvimento Socioambiental de Sobral (Prodesol), firmado por meio de contrato de empréstimo com o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). 

Lixeiras subterrâneas

Debaixo dos coletores, há dois contêineres com capacidade de até 2 mil litros, que serão coletados periodicamente por um caminhão basculante, adaptado com um guincho que possa retirar e devolver os contêineres.

A Prefeitura de Sobral, por meio da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMA), está realizando a identificação botânica de diversas espécies nas áreas verdes da cidade, com o objetivo de promover uma aproximação das pessoas com a natureza. 

A ação é parte integrante do programa de educação socioambiental “Sobral Nossa Casa”, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Socioambiental de Sobral (Prodesol). A ação visa ainda promover a conservação da vegetação local a partir da ressignificação da mesma, com a proposta "conhecer para conservar".

A identificação botânica das espécies encontradas nas áreas urbanas é uma atividade imprescindível quando se trata de Educação Ambiental, pois permite classificar o domínio fitogeográfico e reconhecer espécies invasoras, endêmicas, abundantes e/ou ameaçadas de extinção pelo o uso indiscriminado. 

É possível também analisar quais espécies servem de abrigo para a diversidade faunística e apresentar diferentes potencialidades de usos: medicinal, ornamental, forragem, alimentícia, entre outras importâncias ecológicas e sociais. Portanto, para que um ambiente esteja em harmonia com sua natureza no que se refere à vegetação, é necessário conhecer sua flora, espécie por espécie, a fim de tornar possível o equilíbrio ecossistêmico.

A Prefeitura de Sobral desenvolveu, durante a pandemia do novo coronavírus, o Plano de Rotas Urbanas de Sobral (PRUS) – Percursos Prioritários para Mobilidade Ativa, que tem como objetivo consolidar as ações planejadas pela gestão municipal que visam diminuir a disseminação do coronavírus e ampliar a rede de deslocamentos ativos e seguros na cidade de Sobral.

“Esse plano apresenta propostas de valorização da mobilidade ativa para pedestres e ciclistas, através de projetos de baixo custo, que promovem deslocamentos através de rotas seguras e saudáveis pela cidade”, disse a secretária do Urbanismo e Meio Ambiente, Marília Ferreira Lima.

O plano apresenta diretrizes e projetos para fomentar a mobilidade sustentável. Além disso, o plano consolida vários diagnósticos e proposições realizadas e debatidas pelo Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob 2017), com foco na mobilidade urbana sustentável (MobSol 2020).

A ação é desenvolvida por meio da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Agência Municipal do Meio Ambiente (AMA) e Coordenadoria Municipal de Trânsito (CMT) da Secretaria da Segurança e Cidadania (Sesec), com o apoio da empresa Certare Engenharia e Consultoria.

Plano de Rotas Urbanas de Sobral AQUI

Subcategorias

Cadastro

Instagram
YouTube